Destaque para outras Almas Nuas

Cosméticos Profissionais

Blog Foco na Rotina

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Sina



Enquanto encontro-me ao chão
Contemplo as estrelas:
Não é preciso esforço para enxergar!
Sinto minha Energia Vital minando
Pouco a pouco se esvaindo...
Sinto-me acomodada na cova funda,
Profunda,
Que eu mesma cavei!

Sinto o cheiro de terra molhada
E gosto disto! 
Pequenos prazeres...
Pequenos "despertar emocional"...
Bastavam pequenos gestos
Para o coração bater mais forte...
Para as mãos ficarem trêmulas...
Para o rosto enrubescer...
Para a respiração acelerar...
Para as pernas estremecer...
Para o sangue correr...
Para os sentidos se abrirem...
Para sentir-me mais viva!

Entre decepções e desencantos
A Vida vai perdendo o encanto...
Cada vez mais fica difícil enxergar,
E torço para que o motivo seja
Meus olhos se fechando:
Que se fechem para sempre!
Cansei de ser um mero pedaço 
De carne ambulante...
Cansei de sentir meus órgãos parando,
A circulação sanguínea difícil,
Os neurônios morrendo,
A memória desaparecendo,
As lembranças morrendo...

Cansei de ser ignorada,
Transpassada feito um nada,
Mero fantasma que atormenta
Quem não se importa nem com o Vento,
Nem com a luz,
Nem com a lágrima...

Bastava uma única palavra
Sincera...
Bastava um gesto convicto...
Bastava uma afirmativa declaração...
E todos os anos passados não seriam mentira...
Tudo não teria sido em vão...
Nada seria mera ilusão,
Criada pela mente fértil,
Criativa,
Que deseja ardentemente sentir-se amada,
Porque deseja sentir-se real!

Acomodo-me ainda mais
Na cova profunda que eu mesma cavei...
Como semente que um dia
Desejar alcançar o céu...
Quem sabe eu poço nascer de novo
E mereça outra sina...

Licença Creative Commons
Sina de Shimada Coelho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://shimadacoelho.blogspot.com.br/2017/02/sina.html.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem vindo!
Obrigada por comentar!